Se tivessem acreditado na minha brincadeira de dizer verdades teriam ouvido as verdades que teimo em dizer a brincar, falei muitas vezes como um palhaço mas jamais duvidei da sinceridade da plateia que sorria. Charles Chaplin

Tornámo-nos eternamente responsáveis por aquilo que cativamos. Antoine de Saint-Exupéry

A cabeça que se não volta para os horizontes sumidos não contém nem pensamento nem amor. Victor Hugo

Não importa o que fizeram connosco, importa o que fazemos com aquilo que nos fizeram. JP Sartre

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

do trabalho - hoje que é o 1.º dia de férias

dia para fazer as últimas compras e organizar tudo antes de por o pé na estrada deste nosso Portugal, de tantos encantos. antes de ir ainda quero partilhar com vocês umas coisitas sobre trabalho e afins...
na maioria das vezes que saio em serviço externo acabo sempre por me deparar com situações de degradação e miséria, sociais e humanas, nas duas últimas saídas porém tive duas surpresas bastante agradáveis.
uma delas aconteceu aqui, além de me ter rido que nem uma perdida para chegar e abandonar o local, encontrámos um cenário bem diferente do que esperávamos, que era uma dezena ou mais de cães em péssimas condições sanitárias - já cogitávamos a hipótese de alguns terem de ir para abate, e eu amante como sou de cães disponibilizei-me logo para adoptar um de mais pequeno porte. o que encontramos foi bem diferente, mais de uma dezena de cães, entre médio e grande porte, todos em óptimas condições sanitárias, visivelmente apegados às pessoas que os cuidavam. legalmente não poderiam ter mais de seis cães, mas a questão é: se os cães estão bem tratados, não representam perigo para a população, não será preferível que alguém os adopte e cuide ao invés de andarem abandonados e a reproduzirem-se massivamente? ou então serem abatidos? sou de opinião que sim, portanto vim do local com o coração cheio, pelos animais que encontraram amigos à sua altura, e por ter ficado a conhecer mais seres humanos que como eu têm verdadeira admiração/adoração por cães.
ontem, o meu dia antes de férias, deparei-me com outro tipo de espécimen que também me alegra, um humano do género masculino, este não deixava nada a desejar ao Adónis, deve ter cerca de 1,90 m, ventre liso (sem definição excessiva dos músculos) - o tipo apareceu-me em calção - olhos negros e cabelo encaracolado, sorriso largo, comunicativo - english talking - ora bem só vos posso dizer que esta imagem me tem vindo frequentemente à cabeça... :P como nada é perfeito o namorado era um pindérico antipático - pudera deve ter cá um medinho que lhe arrepanhem o Adónis. :P

10 comentários:

  1. Dois tipos de alegria, dois tipos de beleza...Ah!ah!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Momentos deste fazem sempre bem. :)

      Beijos

      Eliminar
  2. Ainda há boas surpresas!

    Boas férias :)

    ResponderEliminar
  3. que bom terminar o dia de trabalho assim, com coisas bonitas no coraçao e na cabeça... boas férias e beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Há sempre boas surpresas e essas são as compensam o nosso trabalho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sabe bem no meio de tantas situações menos boas ter momentos assim. :)

      Obrigada pela visita, beijinhos.

      Eliminar
  5. Concordo, se os cães estão a ser bem tratados é deixá-los lá. :)
    Quanto ao Adónis, bem, que visão...perfeitamente normal que te venha à lembrança de vez em quando. :):)
    beijinho e boas férias. aproveita muito. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São duas situações que vão ficar gravadas na memória. :)

      Obrigada, é o que estou a fazer. :)

      Beijinhos

      Eliminar

Partilhem, que partilhar tem graça! Façam o favor de me roubar sorrisos...