Se tivessem acreditado na minha brincadeira de dizer verdades teriam ouvido as verdades que teimo em dizer a brincar, falei muitas vezes como um palhaço mas jamais duvidei da sinceridade da plateia que sorria. Charles Chaplin

Tornámo-nos eternamente responsáveis por aquilo que cativamos. Antoine de Saint-Exupéry

A cabeça que se não volta para os horizontes sumidos não contém nem pensamento nem amor. Victor Hugo

Não importa o que fizeram connosco, importa o que fazemos com aquilo que nos fizeram. JP Sartre

sexta-feira, 26 de julho de 2013

entre nós # 6 - deixa-me olhar

uma balada, com tudo o que uma balada pode representar...

Deixa-me olhar - Além Mar


Deixa-me olhar
Deixa-me perguntar
Se gostas de mim nas noites
Que eu passo sem ti

10 comentários:

  1. Lembro, lembro, lembro!!!!:)
    Foi daquelas que ficou no ouvido durante muuuuiiiito tempo:)

    Gira!!!!

    jinhosssss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para mim uma lembrança especial, do tempo em que se descobrem sentimentos novos e igualmente especiais... :)

      Beijinhos, doce Suri

      Eliminar
  2. Boa escolha, gostava muito desta música:)

    Alguém sabe o que lhes aconteceu?! Nunca mais ouvi falar deles :(

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acho que vou gostar sempre, recorda-me a descoberta de novos modos de sentir... :)
      O Nuno Barroso penso que ainda chegou a cantar a solo, mas agora desapareceu do panorama musical!

      Beijinhos

      Eliminar
  3. Boa escolha!
    Já quase nem me lembrava deles!

    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acho que jamais os poderei esquecer, estão associados àquela fase de descoberta de novos e encantadores sentimentos...

      Beijinhos

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Essa é a magia do "entre nós"! ;)

      Beijinhos

      Eliminar

Partilhem, que partilhar tem graça! Façam o favor de me roubar sorrisos...