Se tivessem acreditado na minha brincadeira de dizer verdades teriam ouvido as verdades que teimo em dizer a brincar, falei muitas vezes como um palhaço mas jamais duvidei da sinceridade da plateia que sorria. Charles Chaplin

Tornámo-nos eternamente responsáveis por aquilo que cativamos. Antoine de Saint-Exupéry

A cabeça que se não volta para os horizontes sumidos não contém nem pensamento nem amor. Victor Hugo

Não importa o que fizeram connosco, importa o que fazemos com aquilo que nos fizeram. JP Sartre

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

4 de Novembro

Hesitei em escrever ou não este post, mas criei o blogue para dizer de mim sem amarras, e é esse o caminho que quero continuar a seguir.

O dia 4 de Novembro de 1981 foi, não tenho dúvida, um dia muito feliz para a minha mãe, o dia em que trouxe ao mundo o seu terceiro filho, a Canca. Mal sabia ela a rebelde que ali vinha, mal sabia ela o quanto iria arreliar-lhe o juízo, o que suspeito que ela sabia é que se havia de orgulhar daquela menina.

O dia 4 de Novembro de 2004 foi o último dia de vida da minha mãe. As últimas palavras da minha mãe, antes de se deitar para a sua última noite, tinham-me no pensamento. Amanhã é o aniversário da Canca, temos de lhe ligar. Eu morava a mais de 200 km de casa, e quando o telemóvel tocou por voltas das 7 da manhã, esperava tudo menos aquela notícia

Não vou mentir, eu e a minha mãe nunca tivemos uma relação cúmplice, como a que tinha com a minha irmã, não lhe confiava segredos, não lhe contava as minhas maiores aspirações, não porque não a amasse, não porque não acreditasse que me amava, mas porque a sabia muito diferente de mim, uma mulher criada em outros tempos, com uma visão do ser mulher baseada na educação que recebera.

No dia em que o corpo da minha mãe nos deixou, eu completava 23 anos, era muito verde, sabia muito pouco da vida, e estava na idade de achar que sabia tudo. Passados nove anos compreendo-te melhor mãe, hoje eu gostava tanto de poder falar contigo, de te dizer que sei só querias o melhor para nós, só querias que fossemos felizes. Que sejas muito feliz minha filha. Foram estas as últimas palavras que ouvi da tua voz, será que pressentias que era a nossa última despedida? Passados nove anos o vazio é ainda maior mãe. Espero que tenhas orgulho desta rebelde que acalmou, e não teve oportunidade de te dizer o quanto te ama.

34 comentários:

  1. Que texto tão lindo. É um honra ler estas palavras e acredito que é bom para ti soltar as mesmas.

    homem sem blogue
    homemsemblogue.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. oh Canca :( fizeste-me chorar ... que palavras tão simples e sentidas ... tens sempre oportunidade de lhe dizer que a amas (eu acredito que quando falamos com os nossos eles nos escutam...) ... eu acredito que onde estiver te vê, te guia e te protege... mais, acredito que sempre soube que tu a amavas ... às vezes expressamos os nossos sentimentos de diferentes formas... não porque amemos mais ou menos ou até diferente... mas apenas porque somos pessoas diferentes e nos manifestamos de modos diferentes ... o verdadeiro sentimento mora sempre dentro de ti e hoje este texto mostra-me a mim e a muita gente que, de certeza, apesar de terem modos diferentes de ver o mundo tu eras para ela motivo de orgulho... "Que sejas muito feliz minha filha" e serás ... beijinhos desta tua seguidora

    ResponderEliminar
  3. Ohhh minha querida Canca, revi a minha relação com a minha mãe nas tuas palavras, ama-mo-nos mas não somos cúmplices, porque pensamos de uma forma muito diferente. Sabes eu acredito que a tua mãe, não estando presente fisicamente, ouve-te, guia-te, ama-te... E espero que as últimas palavras dela sejam o teu lema de vida "Que sejas muito feliz todos os dias da tua vida".
    Beijinhos e um abraço bem apertadinho*

    ResponderEliminar
  4. Olá querida e doce Canca
    A ligação aos nossos pais nunca morre, temos e somos um bocadinho deles sempre e guradamos sempre essas pessoas no nosso coração.

    Depois de um lágrima deitada e após ler e reler as tuas palavras não tenho muitas mais palavras, recorda a tua mãe com um sorriso e ela tem e terá sempre orgulho na filha que és, a rebeldia de um filho é sempre uma recordação doce para um pai ou para uma mãe.

    beijinho grande e um abraço de amizade*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há dias que as recordações vêm com lágrimas, outros com sorrisos, recordar é assim, importante é não esquecer, não deixar de amar.

      Beijinhos

      Eliminar
  5. Chorei ao ler-te e queria dar-te os teus Parabéns e um dia feliz de aniversário mas ao ler o texto, fiquei com poucas palavras e um grande nó na garganta. A tua Mãe tem, com toda a certeza um grande orgulho em ti, sim, mesmo que não tenham sido cumplices, o elo entre Mães e filhos é gigantesco e a tua Mãe estará sempre contigo. Beijocas nossas e desejos de dias felizes ;)

    ResponderEliminar
  6. Estou cada vez mais bem acompanhada nas vésperas do meu aniversário:))) também tu minha Canca?!!??!?!:)

    Faz da tua vida o cumprimento do desejo da tua mãe e onde quer que ela esteja, estará sorridente e feliz!
    Não estejas triste, não? Onde quer que ela esteja, está contigo! E não ia querer ver-te triste! Por isso, sorri Amiga, estamos combinadas?

    Feliz Aniversário. Um ano bom para ti amiga, cheio de concretizações.

    Jinhoooossssssss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vivam os escorpiões. :)

      Ao recordar os nossos às vezes chorámos outras sorrimos, ontem chorei bastante, mas foram lágrimas saudáveis, são sinal que apesar da distância a força dos sentimento que nos une não desvaneceu. Obrigada minha Suri :)

      Beijos, muitos

      Eliminar
  7. Querida Canca, leio as tuas palavras e sinto que pouco há a dizer, porque nada será suficiente para apaziguar a tua dor. Mas tenho a certeza de que todo o amor que nelas puseste, será sentido pela tua mãe. O mesmo amor que sempre vos uniu e que continuará a unir, apesar do tempo e da distância. E por muito que doa, tenho a certeza de que a tua mãe ficaria muito feliz de te continuar a ver sorrir. Hoje e todos os dias.
    Um abraço apertado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Heleninha que bom ler-te e sentir que percebeste a essência das minhas palavras e dos meus sentimentos, obrigada. :)

      Um abraço forte.

      Eliminar
  8. Compreendo-te e tenho a certeza de que a tua mãe tem muito orgulho em ti, sempre teve. Ficam as boas recordações e o sorriso dela.
    Um feliz aniversário para ti :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida Anokas, vive em mim. :)
      Obrigada.

      Beijinhos

      Eliminar
  9. Feliz aniversário, Canca* Com a certeza de que as memórias serão a base que te levará mais longe, mais alto. Com a certeza que és protegida, porque nada acaba. Com a certeza que a tua força deixa os outros, como eu, completamente fascinados.

    Que a tua vida seja doce e terna como tu. E que essa magia comece hoje.
    Beijinhos festivos e comovidos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, pelas certezas, pelas palavras, por todo o afecto que comigo partilhas, obrigada. Gosto muito de ti, de coração. :')
      Obrigada.

      Um abraço forte.

      Eliminar
  10. Comecei a ler o post com um sorriso, por ser o teu aniversário, mas o sorriso depressa se desvaneceu por este dia tão importante te trazer uma lembrança tão amarga. Seja como for, a tua mãe, onde quer que esteja está de certeza a sorrir por te ver bem, por te saber tão boa pessoa, por saber como ajudas os outros e como partilhas com os outros. Por isso também tu terás de sorrir, em memória da tua mãe e das suas últimas palavras. E se ela te disse para seres feliz, faz os teus possíveis e impossíveis para o conseguires ser. Combinado?

    Agora põe um sorriso na cara e recebe os meus Parabéns, com votos de muitas felicidades e uma vida cheia de momentos doces como tu. :)

    Beijinhos, grandes e muitos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um dia agridoce, as lágrimas convivem com os sorrisos. Obrigada pelas partilhas, obrigada por tudo, tens lugar no meu coração, e muitas vezes me pões um sorriso no rosto, obrigada. :)

      Abraço apertado

      Eliminar
  11. Todos nós temos os nossos feitios, mesmo entre pais e filhos, mas há algo inerente a ambas as partes: o amor!!! A tua mãe sabe que a amavas e amas, por isso desejo-te que fosses feliz.

    Muitos PARABÉNS Canca!
    Sê feliz!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A certeza desse amor faz-me muito bem.
      Obrigada ND.

      Beijinhos

      Eliminar
  12. Tenho para mim que ninguém parte verdadeiramente enquanto vive no nosso coração abrigadinho!!! Tenho para mim que quem parte continua e alguma forma ligado aos que ama!!! Tenho para mim que a tua mãe estará tremendamente orgulhosa da sua Canca, terna, rebelde, solidária, amiga, corajosa ao escrever por exemplo um post como o de hoje!
    Vinha só para deixar em silêncio um abraço apertadinho pelo que me tinhas dito ontem...mas perante o que escreveste não foi possível!!! Mas minha querida Canca tenho para mim também a certeza de que a tua mãe quereria que este dia continuasse a ser a comemoração da vida...como dizes...de um dos dias mais felizes da sua vida...A sua vida continua em ti e a coincidência de datas mais não faz do que sublinhar isso !!!!
    Beijo muito terno minha querida!
    Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Maria pelas tuas certezas. A minha mãe continua viva em mim, e as lágrimas que deixo cair são o sinal que o sentimento que nos une não esmoreceu, se assim continuar a ser chorarei de coração cheio.

      Beijinhos

      Eliminar
  13. Amiga, a perfeição está no reconhecermos aquilo que somos. Pois a Canca que não teve tempo de dizer à Mãe o quanto a amava, sabe aceitar a fragilidade do ser humano, e ai sim, é que está a verdadeira forma de caminhar no sentido mais correto. Acredita que a tua Mãe está sempre contigo, assim como tu estás com ela.
    Um enorme beijo de parabéns, nunca deixes de seres como és.
    Fátima

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acredito, a força do que sinto é a prova. :)
      Obrigada, não sei ser diferente!

      Beijinhos

      Eliminar
  14. Acabei de ficar com um nó no coração.
    É tão complicado quando perdemos alguém e para mais uma mãe, apesar de não se darem bem sabes que ela só queria o teu bem e que te faz tanta falta!
    É uma dor que não consigo imaginar...

    Abraço forte*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nós davamo-nos bem, só não eramos a mãe e filha cúmplices, as melhores amigas, tinhamos maneiras de ser muito diferentes. Agora que cresci e aprendi mais sobre a vida sei que essa relação também teria crescido. Espero que ela se tenha sentido sempre amada. :(

      Obrigada, abraço.

      Eliminar
  15. Parabéns atrasados pelo teu aniversário :)
    Adorei ler estas palvras (sorriso para ti)
    Fizeste muito bem em partilhar :)
    Sorriso e, embora não te conheça dá vontade de te dar um abraço reconfortante :)
    És minha vizinha de aniversário, fiz no dia 1 :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada. :)
      Partilhar é bom...
      Recebo com um sorriso a vontade de me abraçares e retribuo na mesma medida. :)
      Parabéns atrasados também para ti. Mais uma escorpião. :)

      Beijinhos, muitos.

      Eliminar
  16. Parabéns e um beijinho de força!
    Não imagino a tua dor.
    Deixo-te apenas um beijinho***

    ResponderEliminar
  17. Como te compreendo. Um beijo enorme no coração!

    ResponderEliminar

Partilhem, que partilhar tem graça! Façam o favor de me roubar sorrisos...