Se tivessem acreditado na minha brincadeira de dizer verdades teriam ouvido as verdades que teimo em dizer a brincar, falei muitas vezes como um palhaço mas jamais duvidei da sinceridade da plateia que sorria. Charles Chaplin

Tornámo-nos eternamente responsáveis por aquilo que cativamos. Antoine de Saint-Exupéry

A cabeça que se não volta para os horizontes sumidos não contém nem pensamento nem amor. Victor Hugo

Não importa o que fizeram connosco, importa o que fazemos com aquilo que nos fizeram. JP Sartre

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

gostadores de ocasião

já perdi muito do que eu nunca tive, muito daquilo que se esforçaram em me fazer crer.
eu não sei fingir que gosto, ou gosto ou não gosto, ou sou amiga ou não sou, se gosto aceito, se aceito tolero, se tolero tento comprender, se não compreendo faço ver, se quero fazer ver procuro forma de não magoar, às vezes calo-me simplesmente, porque amar também é saber estar ao lado, ouvir, acarinhar, deixar que o outro vá vendo e aprendendo com o passar do tempo. não me arrependo de ser assim, mas fico triste por ver crescer o grupo dos que mentiram descaradamente em relação ao que sentiam por mim, os gostadores de ocasião.
quando se gosta de verdade não se desiste, não se deixa de confiar, não deixamos de nos importar, não substituímos carinho por indiferença.
 

que vontade de me enfiar num avião rumo a Praga ou Berna, malditas crises....

12 comentários:

  1. Se achas que vale a pena, vai sem pensar muito, simplesmente vai... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se dependesse só da minha vontade... já lá estava. :/

      Beijinhos

      Eliminar
  2. eu comeco a acreditar que quanto mais sinceramente nos damos aos outros mais magoados somos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também chego a essa conclusão. :(

      Beijinhos

      Eliminar
  3. Podes meter-te num avião mas para passar umas boas férias e muito bem disposta. Nada de dar importância a gente que não merece. Fazes-me esse favor? Sim?
    beijinho :) :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fazia de bom grado, mas não estão reunidas condições a vários níveis. Mas hão-de estar. :)

      Beijinhos

      Eliminar
  4. As pessoas mudam com as suas vivências. Nunca sabemos o que passaram quando não estavam ao nosso lado... Podem ter-te adorado realmente, e ter simplesmente vivenciado alguma coisa que as fez descrentes do amor - seja do amor romântico, ou daquele que une duas pessoas pela amizade.

    Só sei que eu gosto muito de ti*
    Abraço apertado, Canca*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por vezes, nem quando as pessoas estão ao nosso lado sabemos o que estão a passar. Se há respeito e confiança não nos afastamos sem uma explicação, e não me digam que é para me proteger, ou não me magoar porque não acredito. Não consigo deixar de ficar magoada, estou a falar de um amor maior, sem exigências, amizades que eu julgava sinceras. :(

      Eu também gosto muito de ti, de <3 Obrigada por todo o carinho e atenção.
      Beijos, muitos

      Eliminar
  5. Olá Canca,
    E eu sendo como tu pouco ou nada me interessa o que acham ou o que pensam os outros e acho que devias fazer o mesmo.

    Os momentos importantes e as pessoas importantes ficam para sempre na nossa vida e no nosso coração.

    beijinhos e boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Sérginho
      Não consigo deixar de me importar com pessoas que me são queridas, tiram-me o chão ao afastar-se sem uma razão lógica. :(
      Verdade que ninguém apaga os bons momentos, mas a mágoa mancha-os. :((

      Beijinhos grandes para ti e para a tua mãe.

      Eliminar
  6. Existem uns quantos por ai, já fui gasta, mas tenho que confessar que por vezes também já gastei, não por oportunismo, ou por maldade, mas porque a vida de vez em quando prega-nos umas partidas.
    Se gosto de o dizer claro que não, nem me sinto bem com isso, mas a verdade é que por vezes nós próprios também erramos.
    O que penso agora "desses" ditos gastadores, se não querem vão sigam o vosso caminho, que eu vou continuar a dar a quem amo, mesmo que por vezes não tenha a mesma reciprocidade .... que nem sempre é fácil de lidar ....

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não consigo gostar por conveniência, não sei fingir que gosto. Há pessoas que me acusam de o ter feito, magoa-me muito, porque afinal de contas foram-me tão próximos e não conheciam nada de mim. :( Não me estou a armar em vítima ou em ser superior, simplesmente fingir que gosto não está em mim. Por vezes bem queria conseguir fazê-lo, há pessoas que mereciam. :(
      Que vão ser felizes longe de mim é o que desejo. Não é por causa deles que vou mudar, se voltar a acontecer levanto-me e tento de novo, outra e outra vez.

      Beijinhos

      Eliminar

Partilhem, que partilhar tem graça! Façam o favor de me roubar sorrisos...