Se tivessem acreditado na minha brincadeira de dizer verdades teriam ouvido as verdades que teimo em dizer a brincar, falei muitas vezes como um palhaço mas jamais duvidei da sinceridade da plateia que sorria. Charles Chaplin

Tornámo-nos eternamente responsáveis por aquilo que cativamos. Antoine de Saint-Exupéry

A cabeça que se não volta para os horizontes sumidos não contém nem pensamento nem amor. Victor Hugo

Não importa o que fizeram connosco, importa o que fazemos com aquilo que nos fizeram. JP Sartre

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Little Miss Sunshine

Vi o filme no fim-de-semana, e só me apetece dizer, fazem falta muitas crianças assim, muitas famílias assim, do alto da sua enorme disfuncionalidade sabem o que é realmente importante, os laços de amor que os unem. Não importa o quão estranhos os outros nos acham, desde que nos sintamos bem connosco e com os que são importantes para nós.

19 comentários:

  1. Tãaaaao verdade Amiga!

    Boa Semana:)

    jinhossssss

    ResponderEliminar
  2. Nem mais, querida Canca. Vi o filme já há algum tempo mas marcou-me precisamente por causa disso. Pela forma como tudo é partilhado por todos. Pela forma como partilham os bons e os maus momentos. Pela forma como partilham sorrisos e lágrimas mas também muitas descobertas... feitas de amor ;)
    Um beijinho para ti

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. é isso Helena, vamos descobrindo o amor que há entre eles, e embora o guião seja "estranho" o filme torna-se encantador.

      Beijinhos minha querida

      Eliminar
  3. Como diz o Tolstoi a "abrir" o "Ana Karenina" - "Todas as famílias felizes se parecem; as infelizes não"... Acho que todas as famílias têm o seu quê de felicidade e está relacionado com os laços de amor. Fiquei curiosa para ver o filme.

    Beijinho e boa semana*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que é uma família sem amor?! Vê eu aconselho, também não vi o Anna Karenina, vai para a lista. ;)

      Beijinhos, boa semana.

      Eliminar
  4. Não vi o filme, mas imagino que seja bom. A Abigail Breslin é qualquer coisa a representar, gosto muito de a ver nos filmes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Era uma crinça muito castiça neste filme.

      Beijos

      Eliminar
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  6. Não vi o filme, mas ser amado com todos os defeitos e virtudes é o melhor que se pode ter :)

    Boa semana!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então não é ND, no seio da família é fácil, já fora...

      Beijinhos, boa semana.

      Eliminar
  7. Adoro esse filme e tens muita razão. É uma família altamente. :D
    beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que em todas as suas "maluqueiras" transpira amor. ;)

      Beijos

      Eliminar
  8. Este filme é simplesmente um mimo... :)
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostei muito, um hino ao laços de amor de amor que unem uma família. :)

      Beijinhos

      Eliminar
  9. Está na minha lista de "must see" há tanto tempo, que este foi o empurrãozinho que faltava para passar para o topo da lista.

    Beijinho, Canca*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acho que vais gostar. :)

      Beijinhos, muitos.

      Eliminar

Partilhem, que partilhar tem graça! Façam o favor de me roubar sorrisos...