Se tivessem acreditado na minha brincadeira de dizer verdades teriam ouvido as verdades que teimo em dizer a brincar, falei muitas vezes como um palhaço mas jamais duvidei da sinceridade da plateia que sorria. Charles Chaplin

Tornámo-nos eternamente responsáveis por aquilo que cativamos. Antoine de Saint-Exupéry

A cabeça que se não volta para os horizontes sumidos não contém nem pensamento nem amor. Victor Hugo

Não importa o que fizeram connosco, importa o que fazemos com aquilo que nos fizeram. JP Sartre

terça-feira, 25 de junho de 2013

põem-me bem disposta

e depois vocês que aturem a minha lamechice, eu não tive culpa veio ter comigo, foi agorinha a primeira vez que ouvi, it felt good, partilho.


6 comentários:

  1. O que eu posso dizer: romântico como sou essa música e esse modo lamechas é sempre bem vindo.

    Aliás se houver alguma coisa melhor do que ser lamechas e acreditar no Amor digam-me, não acredito que haja sentimento melhor no mundo, :)

    beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lindo, tu, as tuas palavras, o amor!

      Beijinhos

      Eliminar
  2. "Irritas-me com a tua voz, às vezes"?? What? Se alguém (especial) me dedicasse essas palavras estaria em apuros, independentemente das palavrinhas que chegassem de seguida :P

    Adorei a melodia :)) Obrigada pela partilha, Canca*
    Beijinhooos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A minha voz é agudíssima, assim para o estridente (tipo miúda birrenta!), suponho que adoravelmente irritante para quem me ama! ;)
      Também adorei, as músicas do Jason Mraz são adoráveis, digo eu!

      Beijos, muitos

      Eliminar

Partilhem, que partilhar tem graça! Façam o favor de me roubar sorrisos...