Se tivessem acreditado na minha brincadeira de dizer verdades teriam ouvido as verdades que teimo em dizer a brincar, falei muitas vezes como um palhaço mas jamais duvidei da sinceridade da plateia que sorria. Charles Chaplin

Tornámo-nos eternamente responsáveis por aquilo que cativamos. Antoine de Saint-Exupéry

A cabeça que se não volta para os horizontes sumidos não contém nem pensamento nem amor. Victor Hugo

Não importa o que fizeram connosco, importa o que fazemos com aquilo que nos fizeram. JP Sartre

domingo, 24 de março de 2013

cativar

Quem entra no meu recanto de partilhas, vê “O Principezinho” do grande Antoine de Saint-Exupéry, o meu livro mais querido, alguns dos que por aqui passam, e que como eu sentem a magia deste príncipe sabem que o adoro porque ele nos traz uma lição a cada leitura. Já perdi a conta às vezes que o li, ando com vontade de o ler novamente, o que me esperará? A cada leitura, novas visões se me afiguram, parece que aquela lição estava ali a pedir que eu a lesse e a entendesse, que a visse agora com novos olhos. Não é pouco frequente partes do livro me virem à ideia, guardo em mim a maioria das ilustrações que traz, o chapéu que, nas nossas cabeças formatadas só pode ser um chapéu, mas que aos olhos livres pode até ser um elefante engolido por uma serpente, que belo é o poder da imaginação. Um dos meus capítulos favoritos é sem dúvida o do Principezinho e da Raposa, e a importância de cativar.

“Eu procuro amigos. Que quer dizer “cativar”?
- É uma coisa muito esquecida, disse a raposa. Significa criar laços.
- Criar laços?
Exactamente, disse a raposa. Tu não és ainda para mim senão um rapazinho inteiramente igual a cem mil outros. E eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens também necessidade de mim. Não passo a teus olhos de uma raposa igual a cem mil outras raposas. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim único no mundo. E eu serei para ti única no mundo…”

Cativar e sentir-se cativado é sem dúvida uma sensação maravilhosa, que nos enche o coração de alegria, nos aquece por dentro, nos ilumina por fora, faz com que nos sintamos parte, que nos queiramos bem, eu tenho absoluta necessidade de cativar e de me sentir cativada.
Cativa-me a simplicidade, o jeito genuíno de ser, a vontade de dar e de se dar, a gentileza, a necessidade de ajuda, o sorriso, o querer fazer os outros felizes e ficar feliz com a felicidade do seu igual, o amar a natureza, os animais, e os seres humanos respeitando todos de igual forma, a inteligência quando associada à sensibilidade, o querer ver o lado bom de tudo, o saber traduzir por palavras e atitudes os sentimentos, o falar com o olhar, a boa índole, o sentido de humor…
Porque cativo? Vêm-me à memória alguns rostos e algumas frases, e o meu sorriso abre-se de orelha a orelha, mas quem sou eu para falar disso!


Cativar é importante, cativem muito, não menos importante é, nunca esquecer a responsabilidade que cativar acarreta, e nunca, mas nunca desvalorizar os outros e os seus sentimentos. Há que cativar e deixar-se ficar cativo também!

12 comentários:

  1. O Principezinho é pura e simplesmente o melhor livro da minha vida. É o licro da minha vida!

    ResponderEliminar
  2. Bem assim fico definitivamente cativa deste espaço...!
    É precisamente pelo que explicaste no inicio que amo de paixão esse livro...porque cada vez que o leio é um livro diferente e me ensina outras coisas...vai dependendo do crescimento de que vou sendo capaz em mim.
    Bjs
    Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Certamente me roubarás muitos sorrisos se ficares cativa, e que maravilhosos são esses roubos. :)
      É isso, O Principezinho, ajuda a crescer, ou melhor mostra-nos que crescemos, que algo em nós mudou.

      Beijos

      Eliminar
  3. Um grande livro, sem dúvida nenhuma! :)

    Bjs

    http://carpediemtome.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Respostas
    1. Tens de me dizer como posso te chamar, por vezes lembro-me de ti, Partilhar é bom mas para nome pessoal não dá muito jeito ;)! Inventa lá um nome, uma alcunha ou qq coisa do género! bjinho grandeee

      Eliminar
    2. Já me reapresentei, sou a Canca! Ficas a ser a minha madrinha de blog ;)

      Beijos grandes

      Eliminar

Partilhem, que partilhar tem graça! Façam o favor de me roubar sorrisos...