Se tivessem acreditado na minha brincadeira de dizer verdades teriam ouvido as verdades que teimo em dizer a brincar, falei muitas vezes como um palhaço mas jamais duvidei da sinceridade da plateia que sorria. Charles Chaplin

Tornámo-nos eternamente responsáveis por aquilo que cativamos. Antoine de Saint-Exupéry

A cabeça que se não volta para os horizontes sumidos não contém nem pensamento nem amor. Victor Hugo

Não importa o que fizeram connosco, importa o que fazemos com aquilo que nos fizeram. JP Sartre

quinta-feira, 7 de março de 2013

custa a crer, mas aconteceu!


Recebe-mos no trabalho um pedido de ajuda da Associação dos Amigos de Raul Follereau, que tem por objecto prestar assistência material, sanitária e moral às pessoas afectadas pela doença de Hansen (Lepra), enviaram para o efeito uma caixa de papel com uma pequena ranhura, através da qual podemos depositar o nosso donativo. A referida caixa foi colocada num local onde só os trabalhadores tinham acesso, houve pessoas que depositaram 0,20 €, 0,50 € e 1€, até aqui tudo normal. Quando se foi abrir a caixa, para enviar o dinheiro, notava-se que a ranhura tinha sido violada, e espanto total, só tinha uma moeda de 0,20 € e as restantes eram de 1 a 5 cêntimos…
Ficamos parvos, como é possível descer tão baixo, a crise económica não é nada comparada com a crise de valores…

Se quiserem ajudar consultem:
http://www.aparf.pt/

8 comentários:

  1. Respostas
    1. Acredita ficámos estupefactos, como é possivel?!

      Eliminar
  2. Infelizmente não me espanta o quanto baixo as pessoas podem descer mas sabes o que me choca mais é terem a noção que só acontece aos outros.

    Ainda não escrevi mas fala-se muito de uma crise económica eu acho que essa é fácil de resolver mas o problema é uma crise de valores e essa não sei se tem solução tão rapidamente, :(

    beijinhos grandes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo contigo Sérginho, a crise de valores é bem mais difícil de solucionar. Aliás para mim a crise económica não é mais que uma consequência da crise de valores, que já dura há bem mais tempo, há tempo demais!

      Beijo grande

      Eliminar
  3. :O...que cena mais triste...como é que é possível? :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi o que nos perguntamos, nem conseguiamos acreditar!

      Eliminar
  4. Já disse isto uma vez e volto a repetir aqui: Acho que valores ou se tem ou se não tem, quem não os tem hoje nunca os teve, quem os tem nunca os perde!
    Infelizmente o que descreves hoje, já vi muitas vezes acontecer em locais públicos.
    Uma tristeza!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso Suri, ou se tem ou não, mas é desconcertante apercebermo-nos que trabalhamos com pessoas tão sem valores! Foi um choque.

      Eliminar

Partilhem, que partilhar tem graça! Façam o favor de me roubar sorrisos...