Se tivessem acreditado na minha brincadeira de dizer verdades teriam ouvido as verdades que teimo em dizer a brincar, falei muitas vezes como um palhaço mas jamais duvidei da sinceridade da plateia que sorria. Charles Chaplin

Tornámo-nos eternamente responsáveis por aquilo que cativamos. Antoine de Saint-Exupéry

A cabeça que se não volta para os horizontes sumidos não contém nem pensamento nem amor. Victor Hugo

Não importa o que fizeram connosco, importa o que fazemos com aquilo que nos fizeram. JP Sartre

quinta-feira, 25 de abril de 2013

deve ser do cheiro a cravos

que não sinto, faz-me falta certamente, adoro cravos, deve ser por isso que hoje só acerto na ferradura,  assim sendo resolvi ficar a deprimir, tenho dias assim... de liberdade condicionada.


16 comentários:

  1. Sabes que fico triste com a tristeza dos meus amigos? Por isso eu não li este post, :(

    beijinhos e bom feriado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há dias assim, mas tal como as flores não duram para sempre as tristezas também não.

      Beijinhos

      Eliminar
  2. Todos os dias são bons para cheirar os cravos, por isso se hoje estás assim, amanhã levantas a cabeça e vais à procura deles. Ainda vais a tempo. :)
    beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hoje já lhes vi as cores, só falta sentir o cheiro, lá virá o dia. ;)

      Beijos

      Eliminar
  3. Há dias assim. Amanhã será melhor.
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tinhas razão, hoje foi melhor. ;)

      Beijos

      Eliminar
  4. Pois eu detesto cravos...embora goste de ser livre!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As flores nunca são livres, embora ajudem a libertar... eu adoro o cheiro dos cravos.

      Beijos

      Eliminar
  5. Tens toda a liberdade de ter dias assim, desejo q amnha seja melhor, e depois ainda melhor! que nunca nos falte a esperança e a persistência. bjinho grandeeeeee e toca a animar ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É como dizes haja esperança e persistência, hoje já foi melhor.

      Beijos enorme, doce Mel.

      Eliminar
  6. Com sinceridade detesto cravos, mas amo a liberdade.
    A minha mãe tinha a mania dos cravos e eu tenho fobia!
    Todos temos direito aos nossos dias.
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu gosto especialmente do cheiro dos cravos, e gostava de ser mais livre...

      Beijos

      Eliminar
  7. liberdade condicionada descreve bem as coisas... não nos considero hoje em dia assim tão livres quanto isso. quando não temos recompensas financeiras ao nosso nível, quando nem sequer há emprego, isto é ser livre? livre de obrigações, só se for... e de rendimentos, e de sonhos, e de tudo o resto...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vens de encontro ao que escrevi no post anterior "liberdade!".

      Beijos

      Eliminar
  8. Todos temos momentos que não fazem sentido. Que fazer: meter-nos ao caminho e arranjar alguns com sentido ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se não partirmos nunca encontraremos o sentido. ;))

      Beijos

      Eliminar

Partilhem, que partilhar tem graça! Façam o favor de me roubar sorrisos...