Se tivessem acreditado na minha brincadeira de dizer verdades teriam ouvido as verdades que teimo em dizer a brincar, falei muitas vezes como um palhaço mas jamais duvidei da sinceridade da plateia que sorria. Charles Chaplin

Tornámo-nos eternamente responsáveis por aquilo que cativamos. Antoine de Saint-Exupéry

A cabeça que se não volta para os horizontes sumidos não contém nem pensamento nem amor. Victor Hugo

Não importa o que fizeram connosco, importa o que fazemos com aquilo que nos fizeram. JP Sartre

quinta-feira, 11 de abril de 2013

dizem que sou estranha

Vi este post no Ponta da Madeixa adorei e vou imitar, embora me irritem um bocado grande os macacos de imitação, e depois ainda dizem que sou estranha…
 
Sou nascida, criada e vivo na aldeia e não percebo nada de agricultura, não sei quando se devem plantar ou semear as coisas, e para ser sincera nem sei distinguir algumas árvores;
 
Prefiro o frio ao calor, e não gosto de praia;
 
Fico fora de mim quando vejo folhas de papel com os cantos dobrados, ou arquivadas com os furos feitos a diferentes alturas;
 
Lido mal com contactos físicos, por exemplo se a pessoa que está sentada ao meu lado encosta a perna à minha, mesmo que seja uma pessoa amiga, enquanto não me afasto fico incomodada;
 
Não tenho pachorra para discutir ou simplesmente ouvir discutir politica e futebol;
 
Nunca usei rimel ou base;
 
Não gosto de música popular brasileira (Marisa Monte não conta);
 
Não gosto de homens loiros de olhos claros e corpinho trabalhado, prefiro os morenos de olhos negros e com uma barriguinha flácida.
 
Quem é estranha, quem é?

24 comentários:

  1. Tu! Sim!
    É Oficial...mas ainda assim gosto de ti!

    jinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também gosto muito de ti, doce Suri. :))

      Beijinhos

      Eliminar
  2. Não é nada imitação, ora essa! Até podemos todos falar dos mesmos assuntos à nossa maneira.

    Quanto às tuas "esquisitices", devo dizer que temos duas em comum : também lido muito mal com esses contactos físicos e nãp gosto nadinha da dita música popular brasileira :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cá para mim estranhos são os outros e não nós! ;)

      Beijinho

      Eliminar
  3. Detesto música brasileira!! :)
    Beijinho, achei muito divertido :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ser estranho tem sempre um que de divertido! ;)

      Beijinhos

      Eliminar
  4. Estranhas somos todas, umas temos umas esquisitices, outras têm outras :P

    Tb cresci na aldeia e não percebo nade de agricultura, nem de culinária tradicional...
    Loirinhos de olhos claros tb os dispenso :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exacto. ;)

      Nós temos estranhezas em comum, e tem uma certa graça ser-se estranho! ;)

      Beijinhos

      Eliminar
  5. Definitivamente és MUITO estranha...não gostas de música brasileira????? como não??? quem é que não gosta de música brasileira???? quem????? :P (brincadeirinha)
    Mas agora a sério, porque é que nunca usaste rímel? não tens curiosidade?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdade, não gosto, que forma de suícidio sugeres? ;))))

      Eu raramente me maquio e quando o faço só uso eyliner e sombras, se bem que acabo sempre por me borratar toda... Rimel e base nunca me atrairam por isso nunca experimentei. :/
      Eu disse que era estranha, não ando aqui para vos enganar! ;)

      Beijinhos

      Eliminar
  6. Divertido! :)

    Adorei ler!

    Beijinhos,

    http://carpediemtome.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. Realmente és um pouco diferente do habitual, mas isso torna-te mais especial!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É não é? Ser estranho tem a sua piada! ;)))

      Beijinhos

      Eliminar
  8. Não acho nada estranho e invejo-te, no bom sentido, por viveres no campo, saudades e talvez um sonho por realizar.

    Identifco-me em muitos pontos mas não vou dizer quais, :)

    beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu adoro viver no campo, se bem que às vezes parece mais que vivo na lua, dada a minha distracção crónica! ;))
      Realiza esse sonho, força!

      Beijinhos

      Eliminar
  9. Tu não...desculpa discordar!
    Bjs
    Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, pois não... bem me parecia! :))

      Beijinhos

      Eliminar
  10. Não te chamaria estranha...
    Talvez por me identificar com algumas dessas "estranhezas" :)
    Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou contigo, estranhos são os outros! ;))

      Beijinhos

      Eliminar
  11. Olá, sorrisos e mais sorrisos para ti.
    Tomo a liberdade de te deixar o link para um post a propósito de ser estranho!
    http://tudoacores.blogspot.pt/2013/03/blog-post_22.htmll

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostei do post, resumiste muito bem "Ser estranho não é necessariamente depreciativo, é diferente e é relativo."
      Eu acho as minhas estranhezas engraçadas e lido muito bem com elas, ao ponto de me rir e de fazer rir com elas. ;))

      Beijinhos

      Eliminar
  12. todos nós temos as nossas estranhezas e coisas peculiares e pancas e feitios. Todos diferentes, todos únicos e insubstituíveis! ;) bjinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso doce Mel, assim é que toda a gente se deveria aceitar e caracterizar como "único e insusbstituível". :)

      Beijinhos

      Eliminar

Partilhem, que partilhar tem graça! Façam o favor de me roubar sorrisos...